Assim é que se fala !

12 comentários:

SDaVeiga disse...

É o que se chama: "curto e grosso, mas certeiro!"
Obrigada pela partilha!

Campista selvagem disse...

Mais um visiunário agarrado a camisola, se querem culpar alguém tenham coragem e comecem pelo hatual P.R. talvez cheguem a um culpado esse foi o primeiro a dsbaratar divisas que chegavam a rodos da (C E E)é muito facil apontar o dedo para tráz e ver só o que interessa, levaram o povo na cantiga do bom malandro e agora não sabem o que fazer, mas coragem para cortar nas grandes reformas, nos salários gigantescos dos gestores públicos não têm coragem.
É com tipos ridiculos como este que querem calar o povo, um nando de ladrões encapossados é o que eles são.

Catsone disse...

Gosto de o ouvir, pena ser uma voz muito baixa para acordar o "povão".

João António disse...

SDaVeiga
Obrigado pela visita :)

João António disse...

Campista selvagem
Os socialistas nos últimos 15 anos governaram 13, e isso são factos.
Este comentador de ridículo não tem nada, antes pelo contrário.
Quanto ao PR, concordo em parte com a sua opinião .

João António disse...

Catsone
ou então não o deixam falar muito alto. O povo está ainda muito surdo, mas vai começar a ouvir melhor em breve :)

Táxi Pluvioso disse...

Não é bem falar, é mais papaguear, se ele tem algo, deve apresentar a queixa contra as pessoas em causa ao procurador. Sem a queixa, o procurador não pode fazer nada. O tempo de falar acabou, entramos no tempo de agir, mas os portugueses são de facto preguiçosos. Eu era a favor de que os Homens da Luta vencessem a Eurovisão, e foi a Badajoz votar neles, e lá não vi ninguém, nem os jovens das redes sociais, nem dos tablets. Fizeram o epifenómeno e foram para a night no Bairro Alto. (E não apresento nenhuma queixa contra nenhum político porque discordo, acho que todos governaram muito bem, o povo ama-os, logo são bons).

Espero que já ninguém se iluda de que as “medidas temporárias” serão definitivas. O orçamento de 2013, será o de 2012, agravado, e o seguinte ainda mais agravado etc. etc. Serão retirados os 13º e 14º meses a quem ainda os mantém, e isso será feito em nome da justiça social, não é justo uns terem e outros não. Se as pessoas fizerem as contas verão que o 12º mês também já se foi. Mas outros se seguirão.

Não é possível pagar dívidas de 40 anos nas empresas públicas (antes de as privatizar), em dois anos, e muito menos é possível pagar os serviços da dívida, para o que a Europa bondosamente emprestou os tais 78 mil milhões, ou seja, mais dívida. Por mim, a única solução é declaração de insolvência e vender o país aos talhões. Os países não têm que existir para sempre. Conheço mais ou menos a História de Portugal e não consigo encontrar nenhum facto, deveras importante, que justifique a sua existência como país. Quando me vêm com a treta dos descobrimentos, tenho que lhes lembrar que uma das consequências dos descobrimentos, - se calhar a única, não é bem a única por que se fizeram alguns palácios e muitas igrejas -, foram as misericórdias, ou seja, casas para ajudar os pobres.

Os portugueses terem-se metido nas caravelas, ou ficado em casa a ver os jogos dos três grandes, era mesma coisa, a Humanidade ficava na mesma. Os donos dos mares eram os ingleses, e os que beneficiaram e desenvolveram o conhecimento científico resultante desses novos mundos foram os holandeses. bom domingo

Eduardo Miguel Pereira disse...

Quanto ao comentário desse Sr. Analista (?) da SIC, tenho uma questão que gostaria de lhe ver endereçada, e um comentário a fazer.

O comentário que faço, é que concordo com a sua visão da chamada a responder à justiça dos políticos que tenham tido actos de gestão danosa e de incumprimentos legais.
E para ser bastante claro no meu comentário, diria que, nesse caso, deveriam ter sido chamados pela justiça pelo menos as seguintes personagens :

- Mário Soares
- Cavaco Silva
- António Guterres
- Durão Barroso
- José Sócrates

E, se me derem mais uns mesinhos, tenho a certeza que ainda junto ao rol o Passos Coelho.

Quanto à pergunta que gostaria de endereçar a esse Sr, é a seguinte :

- Porquê só agora ?

Agora que o Sócrates já não "manda" nele, ele fala, estrabucha, manda prender, mata, esfola, mas quando o outro era 1º ministro esse sr. esteve calado. Porquê ?

Eu repondo, até por ele. Porque este pseudo-jornalista, ou comentador, ou aquilo que lhe queiram chamar, é mais um lorpa do sistema, que vive das palrices que uns e outros (entenda-se governos) lhe mandam dizer. É um papagaio, covarde e sem moral alguma.

De homem, era ele ter dito o que disse durante o governo Sócrates, mas aí esteve calado, não fosse o "tacho" fugir-lhe.

Palhaço ! é o que é !

João António disse...

Eduardo Miguel Pereira
Quando falas em relação a todos aqueles nomes, eu concordo acrescentando alguns que nem vale a pena agora nomear, e que nos começaram a gamaram logo no tempo do PREC.
Em relação ao economista em causa, aconselho vivamente a rever algumas das declarações dele no tempo do governo Sócrates .
Abraço

João António disse...

Táxi Pluvioso
Também não precisamos ser tão pessimistas.
Boa semana.

Daniel Santos disse...

aguardem um pouco e juntamos estes, um dois em um.

João António disse...

Daniel Santos
::))