Pinarote na TVI

Será isto o pronúncio disto ? Ou a prova que "A Manuela faz falta" ! Podíamos não gostar, odiar mesmo, mas víamos !

9 comentários:

Ferreira-Pinto disse...

Aduzo que o que vou escrever não tem nada a ver com o FREEPORT, mas o estilo da Manuela Moura Guedes deixa muito a desejar em matéria de rigor.
Habitualmente não vejo os blocos noticiosos da TVI.

João António disse...

Ferreira-Pinto Também partilho em parte essa ideia, mas não invalida que a dita mexia com muita coisa e que muitos não queriam !

Daniel Santos disse...

Manuela....... Ferreira Leite.

JotaB disse...

Cerca de 90% do que vejo/ouço na televisão, são programas noticiosos.
Raramente ouvia os noticiários da TVI, excepto o "Jornal das 6as".
Era dos raros programas noticiosos que dava a conhecer a mentira, a corrupção, a prepotência, dos nossos políticos, especialmento do do "querido líder" josé de sousa.
Gostasse-se, ou não, do estilo, a verdade é que quase todas as notícias eram sustentadas por documentos escritos ou depoimentos orais e que raramente foram contestados.

Já agora, refiro que fui dos raros cidadãos deste país que esteve a 4 de Setembro, em frente à TVI, para manifestar o apoio a todos os jornalistas que se viram impedidos de continuar a trazer até nós o "Jornal das 6as feiras".

Esta notícia vem mesmo a propósito e deverá fazer-nos reflectir sobre a liberdade de informação em Portugal.

http://www.publico.clix.pt/Media/portugal-cai-14-posicoes-no-ranking-da-liberdade-de-imprensa_1405981

Ferreira-Pinto disse...

Caro João António Manuela Moura Guedes mexia com muita coisa, quanto a isso não existe a menor das dúvidas.
Se sempre obedecendo ao superior interesse público é que já não sei.
De qualquer modo, o panorama jornalístico em Portugal é relativamente confrangedor pois raramente se vê jornalismo de investigação feito de forma capaz, cabal e que, quando feito, não pareça obedecer aos interesses de outros!
E não me dgigam que a culpa é só do poder político, pois também a promiscuidade entre as redacções, as agências de comunicação, as assessorias e a presença camuflada na blogosfera, por exemplo, ajudam à festa.

João António disse...

Daniel, essa não faz falta !

João António disse...

JotaB A liberdade de imprensa simplesmente está ao serviço do poder seja ele qual for. Entendo que quem está no poder neste momento tem os tentáculos mais estendidos e poderosos desde sempre ! Uma democracia como a nossa nunca será para todos, mas sim para alguns poderosos !

João António disse...

Ferreira-Pinto Compreendo e entendo a sua afirmação, mas também lhe digo que alguém que saia fora do circuito dos senhores poderosos simplesmente é abafado como o caso em questão !

Fábrica de Letras disse...

Nós somos a Fábrica de Letras.
Estamos a iniciar um projecto de blogagens colectivas.
Pretendemos que os bloguers portugueses possam interagir e dar-se a conhecer.
No dia 1 de cada mês, a Fábrica de Letras lançará um tema. Para participar basta escrever um texto sobre o tema proposto e inscrever-se no link que estará à disposição no blog, no dia 15 de cada mês.
Podem ser usados textos,poemas, contos, fotos ou vídeos. Participa, divulga!