Empresa apadrinhada por Sócrates e Pinho confirma perda de certificação solar

Com a perda da certificação, a empresa - que integra a lista de entidades autorizadas para a campanha governamental de apoio à compra de painéis solares térmicos e já tinha requerido a sua inclusão na lista de equipamentos solares obrigatórios para os edifícios novos - deixa de ter os seus produtos classificados como "solares" e, consequentemente, de poder aceder a estes programas.

Recentemente, a Energie recebeu a visita do primeiro-ministro, José Sócrates, e do ministro da Economia, Manuel Pinho, no âmbito da promoção da compra de painéis solares térmicos.(PUBLICO)

4 comentários:

Pronúncia disse...

Estavam à espera de quê?!... era por demais evidente que chamar painéis "solares" ao que a empresa fabrica era um bocadinho... forçado!

Daniel Santos disse...

Com uns padrinhos destes já se imaginava. Fraca publicidade...

Luis Melo disse...

Tal como já disse várias vezes, em Portugal existem as empresas privadas, as públicas e as amigas do governo. Estas, costumam ser empresas que não têm qualquer valor para receber benesses do estado, mas como têm nos seus quadros compadres do PS, são apoiadas sem qualquer critério.

Obviamente que isto muitas vezes acaba em asneira, como se vê neste exemplo da Energie. Já diz o povo que se apanha mais depressa um mentiroso do que um côcho, certo?

É mais uma prova da incompetência, do compadrio, da falta de seriedade, da falta de exigência, da falta de critérios deste governo e destes ministros. Liderados por um primeiro-ministro que está permanentemente a atirar areia aos olhos dos portugueses.

Mais 3 pontos para Sócrates e para Pinho na Superliga "incompetente-mor"

Tijoão da Tasca disse...

Certo Luís !